quarta-feira, 20 de março de 2013


Acho que há muito tempo estava querendo reviver esse cantinho maravilhoso e que tem tantas boas lembranças... algumas nem tanto, como mexer em html ou mesmo quando o blogger mudou de sistema... semanas e semanas tentando entender aquele monte de letrinhas que formavam a página do blog, mas bem... as lembranças boas são maiores que as demais. 
Acho que perdi o foco no decorrer dos meses e anos que fiquei postando por aqui e a essência do Carpe Diem, que aprendi com um bonito filme e um dos meus prediletos "Sociedade dos poetas mortos", mas que deixei de ver por uma opção tipo boicote a todos os filmes do ator Robin Williams desde que ele disse aquelas palavras insensatas e ofensivas contra o Brasil, só porque o Rio de Janeiro mostrou-se mais capaz e, devo dizer, o Rio de Janeiro realmente abraçou a vontade de mostrar ao mundo que mereceu e que vai fazer uma olimpíada maravilhosa.
Pois é, então, meio que me desencantei por aquilo tudo... Mas aí, hoje me bateu aquela vontade de voltar a aproveitar o momento, o Carpe Diem que o poeta Horácio escreveu em "Odes". 
Então, vou tentar voltar a aproveitar o momento, a colher o dia, a voltar a levantar com um sorriso no rosto e a resolução de que ninguém tem o poder de tirá-lo do meu rosto se eu não o quiser que assim aconteça.

Aproveitando, apresento a vocês uma instituição muito legal, a começar pelo nome, que faz um belo trabalho.


E uma música para começar bem o dia!